Tempestade

Somos tão contrários

Como o clichê dos opostos

Me atraio pela tua carga

Que carrego como  fardo

É leve tua presença

O que pesa é o vazio da ausência

Em uma noite rara de desencontros.

Que a astrologia explique

Como eu posso ser tão livre

E obcecada pela tua companhia?

Estamos em constante conflito

Conversamos como velhos amigos

Negociamos o paraíso

Concordamos entre gritos

Amar é difícil!

Repito

Amar é para aventureiros e artistas

Viajamos e recitamos poesia

Meu abrigo

Pegando fogo

Um risco que não corro

Voou alto

Tão alto

Que já não sei olhar pra trás

Te vejo ao meu lado

Somos tempestade

Tempestade em um copo

De cerveja gelada.

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s