Pedras no caminho

feridas Deveriam passar

ficam estagnadas ignorando o tempo

O tempo todo indo e vindo

Para o mesmo tropeço

Que dei quando cai de boca aberta

Na ilusão do medo

Anseio não estar presa

Já estando há milênios

Perdida na mesma linha

De raciocínio lógico aprendido

Apreendido e vendido na promoção

metade do quanto vale

Moralidade liquida e barata

não há valor

venderam todos

Nota-se que

minhas notas não são falsas

Notas que não tirei

Por não querer prova

Eu vejo os que se vendem

Vejo por que não me vendo

Meus erros só curo

Me vendo

Olhando para cada rio

Que escorre no meu corpo

Renova o que fui

Feridas

Abraço quem sou

Cicatrizes são pedras

No caminho do rio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Um comentário em “Pedras no caminho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s